“Porque metade de mim é o que eu grito, mas a outra metade é silêncio. Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade. Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo. Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão. Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade eu não sei. Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.”
Oswaldo Montenegro.   
“Todo mundo sabe que vivemos num lugar em que se dão maus nomes as coisas belas.”
Lázaro S. 
“Se eu te amar, me sente, se eu te tocar, se assanha, se eu te olhar, sorria, se eu te perder, me ganha.”
Projota. 
“Se eu te amar, me sente, se eu te tocar, se assanha, se eu te olhar, sorria, se eu te perder, me ganha.”
Projota. 

“Meu amor é como um soldado, é leal até morrer.”
Recontador. 
Minha ausência ainda vai te fazer chorar. Saudade nunca será motivo para me fazer voltar.

“Eu escolhi você, sem ao menos ouvir as outras opções.”
Mar de almas.   
© quintoanjo